Aprenda como vencer a procrastinação de uma vez por todas!

Vencer a procrastinação não é uma tarefa fácil e é preciso entender como ela acontece e os motivos que levam você a procrastinar. Quem nunca procrastinou que atire a primeira pedra!

Procrastinar é, antes de tudo, um mecanismo de defesa. Ao procrastinar, você evita realizar atividades que te deixam inseguro ou com medo de fracassar. Usamos a procrastinação como um meio de regular nosso emocional, no entanto, ela pode nos tornar improdutivos e frustrados com nossas próprias ações. É preciso que a vontade de ser aprovado seja maior que a insegurança!

Ela ocorre quando o cérebro humano passa a dar aparentes desculpas para não efetivar demandas, sejam elas urgentes ou triviais. As desculpas variam de “amanhã eu começo sem falta” a “não estou preparado para isso”.

Ser preguiçoso e procrastinador não são sinônimos, menos ainda está relacionado à desorganização. Vencer a procrastinação é um desafio para encarar inseguranças pessoais e o receio constante do fracasso.

Deseja parar de procrastinar e estudar muito mais e melhor? Confira as dicas da Casa do Concurseiro para você superar o problema!

1. Compreender quais são os medos que envolvem a realização da tarefa

Para superar a procrastinação, a parte mais difícil é esta: perceber, de forma consciente, os medos vinculados ao compromisso. Como assim? Seremos diretos!

Você sempre foi ruim em língua portuguesa e, por saber disso, dedicou grande parcela de tempo para concurso ao domínio da gramática. No entanto, mesmo com toda dedicação, não passou em um concurso almejado porque foi muito mal em português. Depois disso, ficou mais difícil retomar os estudos e evita ao máximo a tarefa. Por que isso acontece?

Porque você tem medo de se frustrar novamente e entende aquela reprovação como um fracasso. É preciso estar consciente desse medo e elaborá-lo. A boa notícia é que tomar consciência é o primeiro passo para a mudança!

2. Verificar quais desculpas estão sendo usadas ao procrastinar

Após tornar-se consciente de seus receios, atente-se às desculpas utilizadas durante o processo de procrastinação. Seguindo o exemplo já mencionado, pense: você sabe que não é um prodígio naquela matéria, foi mal mesmo quando decidiu estudar e, após a isso, emprega desculpas como se a dificuldade fosse inerente a você e impossível de ser resolvida.

“Não adianta, esse conteúdo não entra na minha cabeça.” Quantas vezes já pronunciou e ouviu essa afirmação?

Ela diz respeito a uma falsa crença de que um tema não pode ser aprendido por alguma razão pré-estabelecida. Isso se torna um impeditivo para realizar determinada atividade e facilmente se transfigura para outros âmbitos da vida.

Entenda que procrastinar é um comportamento, por conseguinte, são atitudes que precisam ser modificadas, o que é plenamente possível.

3. Colocar objetivos paralelos às demandas

Definir o objetivo é fundamental, primeiramente, para começar os estudos para concurso. Determinar a finalidade é, também, um meio para que a procrastinação seja jogada para escanteio.

Seu objetivo é passar em um concurso e, para isso, precisa garantir um bom aproveitamento em matemática? Você pode elaborar um checklist com um passo a passo de pequenas atividades ligadas a intenções menores que o objetivo geral. Deixe lado o que deve ser feito e qual o propósito, como na exemplificação abaixo:

  • resolver questões de informática – decorar comandos de forma prática;
  • estudar funções matemáticas na quinta-feira – ter tempo livre na sexta;
  • fazer exercícios de conteúdo específico – conferir o que precisa ser revisado;
  • rever vídeo-aulas sobre regra de três – encontrar modos mais simples de resolver cálculos.

Esses são apenas excertos, muitas outras funções nas quais você procrastina podem ser resolvidas da mesma forma, como lavar a louça imediatamente após o jantar para não precisar acordar mais cedo para lavá-las.

4. Dividir as atividades em metas para amenizar o medo

Já comentamos que é fundamental separar as atividades e relacioná-las a finalidades, mas quais metas você precisa cumprir para vencer a procrastinação e estudar de forma adequada?

Meta se difere de finalidade. As metas são os passos que precisam ser seguidos para que o objetivo se cumpra, isto é, para que a finalidade seja alcançada. Nada é melhor que chegar no momento da prova sabendo que fez o que pôde e seguiu um planejamento coerente.

É imprescindível estabelecer metas possíveis. Não adianta ter a intenção de estudar 8 horas seguidas por dia sendo que você trabalha até 18 horas de segunda a sexta-feira. Conheça suas necessidades e o cenário em que vive.

5. Iniciar por partes menores e vencer a procrastinação

Depois das metas designadas, você continua com medo de não conseguir ou de não ser capaz de concretizar uma incumbência? Separe os encargos mais fáceis dos mais difíceis, comece pelos mais simples e defina uma ordem para a realização. Essa distribuição pode ser mudada a qualquer momento, assim nada será uma obrigação direta.

Essas atribuições se tornarão metas e, ao se perceber concluindo propósitos mais simples, você terá mais confiança para avançar nos estudos. Além de saber que terá tempo para cumpri-las, uma vez que se planejou para que elas não se acumulem. Você pode utilizar métodos de estudos que se encaixem melhor em sua rotina e te ajudem a ser mais produtivo.

Tenha a certeza de que a procrastinação pode ser enfrentada e você ainda pode aumentar o seu desempenho. Nossas orientações são elaboradas para você vencer esse problema e garantir sua aprovação. Não deixe de conferir nosso conteúdo sobre como o controle emocional te ajuda a passar em concursos.

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários