Aprovada no Banco do Nordeste conta trajetória!

Analista bancária, Rhayssa Ferreira revela jornada até ser aprovada no Banco do Nordeste.

“Ficava até de madrugada estudando, não tinha fim de semana, não tinha feriado, não tinha diversão com a família, não tinha nada”, revela Rhayssa Mayara Souza Ferreira, 25 anos, sobre a rotina de quando estudava para o certame do Banco do Nordeste. Há cerca de um ano, a jovem colhe os frutos de tanta dedicação. Ela conquistou a 12ª colocação em sua região, Recife, no concurso para analista bancário do Banco do Nordeste.

Oriunda de uma família humilde, Rhayssa foi incentivada desde cedo a estudar. Segundo ela, a mãe, servidora pública do estado pernambucano, sempre lhe dizia para se formar no ensino médio, fazer uma faculdade e prestar concurso para garantir um futuro logo cedo. “E assim, eu sempre fui com isso em mente, em fazer concurso público”, relembra. Conselhos de mãe aceitos, após a formação de nível médio, ela começou a se dedicar aos certames.

No início, Rhayssa começou a participar de diversos concursos, inclusive, para prefeituras. “Eu sabia que eu queria ser funcionária pública”, conta Rhayssa. O primeiro concurso em que foi aprovada foi para um cargo de operadora de máquinas na Petroquímica Suape, onde trabalhou por cerca de seis meses até passar em outro certame, desta vez, no executivo municipal.

Na Prefeitura de Recife, atuou como auxiliar de desenvolvimento infantil, lidando diretamente com crianças em uma creche. Apesar de ter passado três anos na função, Rhayssa sabia que não era isso ainda que a realizava. “Então, eu continuei estudando e disse ‘agora eu vou focar para banco’”, recorda Rhayssa sobre o momento em que decidiu se dedicar à área bancária.

“Acordava, ia trabalhar, chegava, estudava, ia para faculdade, chegava, estudava até três horas da manhã, acordava às seis e ia trabalhar”, relata Rhayssa sobre o cotidiano dedicado aos concursos bancários. De acordo com ela, muita gente achava que ela não iria conseguir, que estava se esforçando demais nos estudos. Porém, sabia que estava lutando por seu objetivo. Sem tempo para quase ninguém, ela contou com o apoio do noivo e da família.

“Foi tudo acontecendo no tempo certo”

De acordo com Rhayssa, mesmo não tendo sucesso nos concursos para o Banco do Brasil e para a Caixa Econômica Federal, resolveu tentar para o Banco do Nordeste. “Não vou negar, fiquei um pouco desanimada, mas depois eu pensei ‘eu já dediquei tanto tempo estudando para a Caixa, porque não vou tentar esse novo certame?’”, destaca. Além de ter sido aprovada, ela conquistou o 12º lugar em Recife, no concurso do Banco do Nordeste.

Em 04 de maio de 2015, Rhayssa tomou posse como analista bancária. Segundo ela, graças ao cargo conquistado, superou diversas dificuldades. “Consigo ajudar minha família no que eles necessitam!”, afirma a jovem. Apesar da jornada de percalços, madrugadas estudando e resultados desanimadores em concursos bancários, ela acredita que a conquista veio no momento em que deveria vir. “Foi tudo acontecendo no tempo certo”, conclui a analista, que almeja crescer na área bancária.

Cursos para a área bancária? CLIQUE AQUI!

Apostilas Grátis? CLIQUE AQUI!

capas-quadros-programa-04

Fonte: Programa Concurso Público

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários