Concurso AGU: Edital Publicado

Edital da Advocacia-Geral da União oferece 100 vagas de nível superior. Salário inicial pode chegar a R$ 6.203,34.

Garanta uma das vagas na AGU

Novidade no Blog da Casa: saiu o edital para o novo concurso da Advocacia-Geral da União. O documento foi publicado hoje, 02/10, por meio do Diário Oficial da União e oferta 100 vagas para nível superior. O certame será realizado pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan) e a prova está prevista para o dia 9 de dezembro de 2018. Você não vai perder essa chance, certo?!

 

 

O edital da AGU abriu 100 vagas para os cargos de Administrador, Arquivista, Bibliotecário, Contador e Técnico em Comunicação Social, exigindo graduação de nível superior na área, e Analista Técnico-Administrativo e Técnico em Assuntos Educacionais, exigindo diploma de nível superior em qualquer área. As inscrições devem ser feitas no site do Idecan a partir das 14h do dia 03/10 e encerram às 23h59min do dia 04/11.

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, terão 60 questões, cada uma valendo um ponto. Será considerado aprovado o candidato que obtiver, no mínimo, 50% de aproveitamento dos pontos das provas objetivas de múltipla escolha e que tenha acertado pelo menos uma questão de cada disciplina. Confira as disciplinas que serão cobradas no dia do concurso:

  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Informática
  • Conhecimentos Gerais
  • Conhecimentos Específicos

 

Que tal você aproveitar essa chance e mudar de vida agora mesmo? Preparamos uma lista para que você entenda melhor cada cargo oferecido pela AGU. Destacamos as principais informações. Dê uma olhada:

ADMINISTRADOR

Requisito: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Administração, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional de Administração – CRA.

Atividades: atividades relacionadas a supervisão, programação, coordenação ou execução especializada, em grau de maior complexidade, referentes a estudos, pesquisas, análises e projetos a respeito de administração de pessoal, material, orçamento, organização e métodos.

Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 40 horas semanais.

Total de vagas: 48, sendo 3 reservadas a candidatos na condição de pessoa com deficiência e 10 reservadas a candidatos que se declararem negros.

 

ANALISTA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

Requisito: diploma, devidamente registrado no Ministério da Educação, de conclusão curso de graduação de nível superior, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atividades: realizar atividades voltadas ao planejamento, supervisão, coordenação, controle, acompanhamento e à execução de atividades de atendimento ao cidadão e de atividades técnicas e especializadas, de nível superior, necessárias ao exercício das competências constitucionais e legais a cargo dos órgãos e entidades da administração pública federal, bem como à implementação de políticas e à realização de estudos e pesquisas na sua área de atuação, ressalvadas as atividades privativas de Carreiras específicas, fazendo uso de todos os equipamentos e recursos disponíveis para a consecução dessas atividades.

Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 40 horas semanais.

Total de vagas: 10, sendo 1 reservada a candidatos na condição de pessoa com deficiência e 2 reservadas a candidatos que se declararem negros

 

ARQUIVISTA

Requisito: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atividades: realizar atividades voltadas ao planejamento, organização e direção de serviços de arquivo; planejar, orientar e acompanhar o processo documental e informativo; planejar, orientar e direcionar as atividades de identificação das espécies documentais e participação no planejamento de novos documentos e controle de multicópias; planejar, organizar e direcionar serviços ou centro de documentação e informação constituídos de acervos arquivísticos e mistos; planejar, organizar e direcionar serviços de microfilmagem aplicada aos arquivos; orientar o planejamento da automação aplicada aos arquivos; orientar a classificação, arranjo e descrição de documentos; orientar a avaliação e seleção de documentos, para fins de preservação; promover medidas necessárias à conservação de documentos; elaborar pareceres e trabalhos de complexidade sobre assuntos arquivísticos; assessorar os trabalhos de pesquisa científica ou técnico-administrativa; desenvolver estudos sobre documentos culturalmente importantes.

Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 40 horas semanais.

Total de vagas: 2, sendo que não haverá reserva imediata para candidatos na condição de pessoa com deficiência e/ou que se declararem negros.

 

BIBLIOTECÁRIO

Requisito: diploma, devidamente registrado no Ministério da Educação, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe competente.

Atividades: planejar, implementar, coordenar, controlar e dirigir sistemas biblioteconômicos e/ou de informação e de unidades de serviços afins; organizar os serviços de documentação; executar serviços de classificação e catalogação de manuscritos e de livros, de mapotecas, de publicações oficiais e seriadas, de bibliografia e referência; realizar projetos relativos à estrutura de normalização da coleta, do tratamento e da recuperação e da disseminação das informações documentais em qualquer suporte; realizar estudos administrativos para o dimensionamento de equipamentos, recursos humanos e layout das unidades da área biblioteconômica e/ou de informação; estruturar e efetivar a normalização e padronização dos serviços técnicos de tratamento da informação fixando índices de eficiência, produtividade e eficácia nas áreas operacionais da biblioteconomia e/ou ciência da informação; estabelecer, coordenar e executar a política de seleção e aferição do material integrante das coleções de acervo, programando as prioridades de aquisição dos bens patrimoniais para a operacionalização dos serviços; estruturar e executar a busca de dados e a pesquisa documental; outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade da função que venham a ser determinadas pela autoridade superior. Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 40 horas semanais.

Total de vagas: 1, sendo que não haverá reserva imediata para candidatos na condição de pessoa com deficiência e/ou que se declararem negros.

 

CONTADOR

Requisito: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Ciências Contábeis, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no Conselho Regional de Contabilidade – CRC.

Atividades: desempenho de atividades relacionadas com supervisão, coordenação ou execução, em grau de maior complexidade, relativas à contabilidade e à administração financeira e patrimonial, empreendendo balancetes, balanços, registros e demonstrações contábeis.

Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 40 horas semanais.

Total de vagas: 32, sendo 2 reservadas a candidatos na condição de pessoa com deficiência e 6 reservadas a candidatos que se declararem negros.

 

TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS

Requisito: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Atividades: realizar atividades de supervisão, coordenação, programação ou execução especializada, em grau de maior complexidade, referentes a trabalhos de pesquisa e estudos pedagógicos, visando a solução dos problemas de educação, bem como de orientação e técnicas educacionais, administração escolar e educação sanitária. Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 40 horas semanais.

Total de vagas: 2, sendo que não haverá reserva imediata para candidatos na condição de pessoa com deficiência e/ou que se declararem negros.

 

TÉCNICO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

Requisito: diploma, devidamente registrado no Ministério da Educação, de conclusão curso de graduação de nível superior em Jornalismo ou Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e registro profissional de jornalista no órgão competente do Ministério do Trabalho.

Atividades: realizar atividades que envolvam a coleta, produção, revisão e edição de notícias voltadas à divulgação oficial da competência constitucional da Advocacia-Geral da União em matérias de seu interesse, por meio da imprensa escrita, falada e televisionada, com a aplicação de técnicas de redação jornalística; prestar assessoramento em atividades específicas de jornalismo e de assessoria de imprensa; analisar mídias divulgadas a respeito da Instituição, interpretando e avaliando a cobertura jornalística; propor editorial adequado à missão, à visão e aos valores institucionais; usar, de maneira eficaz, os recursos de rádio, TV, endereços eletrônicos e outros meios de divulgação e de comunicação; desenvolver o planejamento estratégico de comunicação institucional; propor novos canais de comunicação com os diversos públicos da instituição, quando necessário, e o aperfeiçoamento dos já existentes; identificar e analisar as necessidades institucionais quanto à criação de identidades visuais e de campanhas; coordenar a criação e desenvolvimento de peças para campanhas publicitárias institucionais internas e externas, projetos, programações visuais e produções gráficas; implementar ações de publicidade, propaganda, marketing e projetos institucionais; coordenar a elaboração de projetos de layout para sítios web, que utilizem conceitos e padrões de arquitetura da informação, usabilidade e acessibilidade; gerenciar o conteúdo web; planejar, coordenar, orientar e controlar as ações de relações públicas; realizar diagnósticos, estudos, pesquisas, levantamentos e relatórios para avaliação e aprimoramento das ações de divulgação e comunicação social; implementar programas e ações que promovam a integração, motivação e conscientização do público interno; aplicar normas de cerimonial e protocolo; planejar, organizar e executar eventos institucionais; realizar trabalhos que exijam conhecimentos de informática; operar equipamentos disponíveis e os sistemas e recursos informatizados na execução de suas atividades; outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade da função que venham a ser determinadas pela autoridade superior.

Remuneração: R$ 6.203,34, composta de vencimento básico no valor de RS 2.220,09, acrescido da Gratificação de Desempenho de Atividade de Apoio Técnico-Administrativo – GDAA, cujo valor inicial corresponde a 80 pontos, que é de R$ 3.128,00, nos termos da Lei nº 10.480, de 2002, e da Gratificação Específica de Apoio Técnico-Administrativo – GEATA, no valor fixo de R$ 855,25, nos termos da Lei nº 10.907, de 2004.

Jornada de trabalho: 25 horas semanais.

Total de vagas: 5, sendo 1 reservada a candidato na condição de pessoa com deficiência e 1 reservada a candidato que se declarar negro.

Você se identificou com alguma das vagas oferecidas? Não perca mais tempo! Esta é sua chance de conquistar um cargo na Advocacia-Geral da União. Estude com a Casa, a gente ajuda você a realizar o s seus sonhos! Aproveite!

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários