Cronograma de estudo para concurso: aprenda a montar o seu

Ter um cronograma de estudo para concurso é essencial para quem quer passar naquele concurso dos sonhos. Ter foco e disciplina, definitivamente, não é para todo mundo. Especialmente quando falamos sobre concursos com alta concorrência, ter um cronograma e segui-lo corretamente é muito importante.

Um erro muito comum que alguns concurseiros cometem é fazer planejamentos que fogem da sua realidade. Se você só consegue estudar aos finais de semana, seu cronograma precisa levar em consideração seu tempo limitado, ao passo que precisa suprir todas as matérias requisitadas pelo exame.

Os concurseiros que conseguem elaborar um bom cronograma, conseguirão, com mais tranquilidade, ter organização e empenho para alcançar os resultados desejados. Foi pensando nisso que a Casa do Concurseiro elaborou um conteúdo mostrando as melhores estratégias para fazer um cronograma de estudo para concurso.

Para ajudar, contamos com dicas valiosas do professor Edgar Abreu. Aproveite e veja também nossa publicação com dicas técnicas e práticas para começar a estudar para concurso!

Por onde começar seu planejamento?

O primeiro passo, como você já deve imaginar, é se organizar. E essa organização não tem a ver somente com seus horários disponíveis, mas também com outros fatores. Por exemplo, se você precisa de silêncio para se concentrar, ou se você tem acesso fácil às aulas, apostilas e outros materiais que podem ajudar na sua preparação.

Depois, é hora de montar seu cronograma. E existem duas formas para isso: uma antes do edital ser publicado e outra depois. Num primeiro momento, você pode se basear nos editais anteriores para ter noção do que estudar para o concurso.

Depois da publicação do edital, é hora de se dedicar para valer! Como você já vai ter acesso ao conteúdo cobrado na prova e saber o peso de cada matéria, intensifique seus estudos de acordo com essas informações.

A parte mais importante é tentar, ao máximo possível, não falhar. O período entre a publicação do edital e a aplicação das provas é de, normalmente, dois meses. Então, este é o momento de você ter foco total na sua aprovação.

Na primeira parte do cronograma, quando o edital ainda não foi publicado, você pode dedicar de 1 a 2 horas do seu dia aos estudos. Também é importante focar nos conteúdos mais abrangentes, como Português, Matemática e Conhecimentos Gerais. Os fins de semana e feriados devem ter um tempo a mais reservado para os estudos. Nesses dias, estude, se possível, de 3 a 4 horas.

A segunda parte do cronograma é aquela em que você já tem o edital atualizado. Você já está se preparando há algum tempo e, agora, já sabe todo o conteúdo programático do concurso.

Se ligue nas dicas do professor Edgar para a segunda fase e etapa final de preparação:

  • estude de 3 a 4 horas nos dias de semana: dobrar o tempo de estudo na reta final é super importante para dar conta de revisar tudo;
  • estude de 4 a 6 horas nos fins de semana e feriados: nesses dias, normalmente, há mais tempo livre. Otimize esse tempo estudando um pouco mais;
  • desapegue de alguns conteúdos: após o edital ser divulgado, compare o atual e o anterior para conferir se algum dos conteúdos foi deixado de fora. Caso isso aconteça, é hora de deixar de estudá-lo e focar apenas no que é pedido;
  • Se concentre nos Conhecimentos Específicos: essa é a parte de maior peso da maioria das provas.

Como montar o melhor cronograma de estudo para você

Essas são as dicas gerais de cronograma para quem não tem problema com tempo e pode estudar todos os dias. Por outro lado, sabemos que essa não é uma realidade comum para todos e, dessa forma, selecionamos dicas adicionais para quem possui tempo limitado, e para os concurseiros que conseguem estudar somente aos finais de semana.

Na hora de montar seu cronograma, lembre-se de considerar os seguintes aspectos:

  • horário de refeições;
  • horário de pausa para lanches e descanso;
  • matérias que necessitam de mais tempo;
  • matérias que você possui mais dificuldade;
  • horário de lazer aos finais de semana.

O segredo é tentar otimizar seu tempo da melhor forma possível. Para tanto, fizemos uma publicação sobre o assunto, confira: “Saiba como otimizar seu tempo de estudo para aprovação”.

Cronograma de estudo para quem tem pouco tempo

A principal dica para quem tem pouco tempo é tentar estudar sempre que possível. Isso não significa que você precisa trocar sua noite de sono estudando, muito pelo contrário. Uma boa noite de sono é essencial para quem deseja ter sucesso nos estudos. Em contrapartida, quando você está na etapa final de estudo, vale a pena limitar seu tempo de lazer para estudar.

Tente estudar ao menos uma hora por dia, no meio da semana, levando em consideração o edital do concurso que você deseja passar. Nos finais de semana você tem mais liberdade para escolher seu horário de estudo e, às vezes, mais tempo. Tente estudar pelo menos cinco horas por dia.

Cronograma de estudo para os finais de semana

Quando você possui somente horários no final de semana, é necessário otimizar melhor seu tempo. Quando você estiver na segunda etapa dos estudos – assim que o edital já tiver sido publicado – vale a pena trocar um dia de festa na sexta-feira à noite, por uma noite de estudos. Se preferir, você pode alternar uma sexta livre, outra estudando e por aí vai.

Para dar conta de todas as demandas de estudo, você precisará estudar, pelo menos, oito horas no sábado e seis no domingo, sem considerar a sexta-feira à noite. Ah! E não se esqueça de estudar Conhecimentos Gerais, os concurseiros com tempo limitado cometem o erro de estudar somente as matérias específicas do seu concurso.

Ter um cronograma bem organizado, considerando todos os pontos necessários, é importante para conseguir os resultados almejados rumo a aprovação. Para mais dicas, informações e novidades sobre o mundo dos concurseiros, confira mais publicações no nosso blog e não perca nada!

Se você gostou deste post, veja também: “Diferentes métodos de estudo que você pode utilizar“.

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários