A diferença entre Técnico e Analista Judiciário: você sabe a função que cada cargo desempenha?

Conheça mais sobre diferentes atribuições e responsabilidade de cada uma das funções nos Tribunais de Justiça de todo o país.

 

Se você é concurseiro, com certeza já se deparou com muitos editais que anunciavam vagas para os cargos de Técnico e Analista Judiciário. Nesse momento, a dúvida paira pelo ar e você não sabe a diferença entre uma e outra e, por isso, ainda segue em dúvidas sobre qual carreira seguir.  

Admita: a história acima já aconteceu com você, não é?! Sabemos o quanto é complicado este momento de decisão, tanto para escolher, quanto na hora de estudar.

Agora tudo ficará mais simples!

Ambas as carreiras são muito desejadas pelo público e a concorrência nos certames é alta. Entretanto, cada uma tem as suas características e públicos específicos e, por isso, é importante você já entrar na disputa com conhecimento sobre cada uma das funções.

Nós separamos as principais exigências e atribuições de cada uma das atividades e listamos para você no texto de hoje.

O cargo de Analista
As atividades são de planejamento, com análises de fase processuais para dar sequência aos processos. Coordenação, pareceres e elaboração de laudos são algumas das atividades que fazem parte do dia a dia do cargo.

Para estar apto a concorrer ao cargo, o candidato precisa ter curso superior completo. Por exemplo: na área judiciária, exige-se a formação em Direito, já na área Administrativa, a formação pode ser em qualquer curso de nível superior.

O cargo de Técnico
Em resumo breve, a função de Técnico Judiciário pode ser descrita como um executor de tarefas de suporte técnico e administrativo. O profissional vai encaminhar os processos. Seus afazeres podem ser realização de abertura e encerramento de audiências, execução de outras tarefas judiciárias e conservação de bens.

O nível de escolaridade exigido para concorrer a este cargo é o médio. Você pode ter o ensino médio escolar ou curso técnico, desde que seja reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).

Como se preparar?
Agora que você conhece um pouco mais sobre cada um dos cargos, com qual se identificou mais? Prepare-se, pois os concursos do TJ-MG e TJ-CE são os que estão com vagas em aberto para os dois cargos.

Caso você tenha se interessado pela área de tribunais, você pode conferir mais sobre o universo do ramo com o texto do professor Rafael Ravazolo, publicado aqui mesmo no Blog da Casa.

Temos o curso perfeito para cada um dos certames. A Casa já aprovou mais de 38 mil alunos em concursos públicos. Você pode ser o próximo!

Cursos para Técnico nos Tribunais de Justiça

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários