Investimento em debêntures: 5 perguntas e respostas para entender!

O assunto de hoje são as debêntures, e eu resumi as principais dúvidas que recebo em cinco perguntas para deixar esclarecer essa boa oportunidade de investimento.

O que são debêntures?

São títulos de dívida emitidos por empresas. Ou seja, ao adquirir debêntures de uma companhia, você está emprestando dinheiro para que ela invista em seus projetos. A empresa promete devolver seu dinheiro no futuro, acrescido de alguma remuneração, que será acordada no ato da emissão do título. A partir desse momento, o investidor é credor da empresa.

Quem pode emitir?

Podem ser emitidas por Sociedades Anônimas (S.A.) abertas (com ações negociadas na bolsa de valores) e fechadas (quando não negocia suas ações em bolsa de valores) que não sejam do setor financeiro. Além dessas, também podem emitir o BNDES Participações, as companhias hipotecárias e as sociedades de arrendamento mercantil.

Quais riscos eu estou exposto ao comprar uma debênture?

Existem três riscos básicos que o investidor está exposto ao comprar debêntures. São eles:

– Risco de mercado: chance de oscilar o valor que você irá resgatar da debênture, de acordo com condições do mercado;

– Risco de liquidez: vamos supor que a debênture tenha vencimento para dez anos, porém, você precisa do dinheiro antes. Então, você deverá negociar para vender a um outro investidor. Se não houver interessado em comprar essa debênture pelo seu preço justo, estará caracterizado o risco de liquidez.
Risco de crédito: chance de a empresa que emitiu a debênture não honrar com o compromisso de devolução do valor que você emprestou.

Como funciona a tributação?

É um título de renda fixa, portanto, é tributado de acordo com a tabela decrescente do Imposto de Renda (de 22,50% até 15% sobre os rendimentos). É importante salientar que, desde o final de 2010, o investidor pessoa física está isento de Imposto de Renda quando a empresa emitir debêntures com o objetivo de captar recursos para investir em infraestrutura. Assim, torna-se uma vantajosa opção de investimento.

Como faço para comprar uma debênture?
Os bancos possuem esse produto para comercialização, porém o disponibilizam somente para os segmentos de alta renda. Já nas corretoras de valores, esse acesso é mais popularizado, com valores iniciais mais baixos para compra desse título.

As debêntures costumam ter rentabilidades superiores às taxas praticadas pelos bancos nas aplicações mais rotineiras. Também existe a possiblidade de, no momento do pagamento da debênture por parte da empresa, o investidor optar por receber em ações da empresa ao invés de dinheiro: são as chamadas debêntures conversíveis em ações.

Então, corre lá e garante logo uma boa rentabilidade para seus recursos. Só não esqueça de ver quem está emitindo a debênture e se tem algum tipo de garantia. Lembre-se que existe risco de crédito e esse produto não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Um abraço e bons investimentos!

Lucas Silva

artigo casa do concurseiro


Este artigo foi escrito pelo nosso super professor Lucas Silva e publicado originalmente no site Concurso Público em março de 2016. Confira outros artigos do prof. Lucas!

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários