Leitura dinâmica: otimize seu aprendizado

A vida se torna cada dia mais corrida e cheia de distrações, o que faz parecer com que algumas atividades que exigem tempo e  concentração se tornem difíceis de organizar. Diante disso, a leitura dinâmica é uma das técnicas desenvolvidas justamente para otimizar o ato da leitura, especialmente para quem dispõe de pouco tempo para estudar.

O que é leitura dinâmica?

A leitura dinâmica se refere a um conjunto de técnicas que auxiliam na otimização da leitura que fazemos. Ela serve não apenas para aumentar o volume de palavras lidas por minuto como também melhorar nossa compreensão acerca dos temas da leitura.

Uma pessoa lê, em média, de 200 a 400 palavras por minuto. Quem lê mais rápido consegue aumentar esse volume para 400 a 700 palavras/minuto. Já a leitura dinâmica busca elevar esse quantitativo para 700 a 1300 palavras por minuto sem que, para isso, a fixação de conteúdo seja diminuída – pelo contrário – o interesse é justamente que ela melhore.

A leitura dinâmica é muito buscada entre profissionais da área editorial, redatores e especialmente para quem é concurseiro e precisa ler editais de concursos com frequência, devorando seus conteúdos para garantir uma maior taxa de aprovação na hora de enfrentar as provas. Essa habilidade também é útil na hora de realizar as provas, em que cada minuto conta na resolução de todas as questões.

O tempo é um fator limitante, afinal, a maioria dos concurseiros precisa trabalhar, ter vida social, cuidar dos afazeres e até mesmo frequentar a universidade ou cursos de especialização, o que acaba deixando pouco tempo livre para estudar, que precisa ser otimizado.

Como fazer a leitura dinâmica?

É importante pensar que a leitura dinâmica é um processo, e não adiantar ir com pressa tentando dobrar seu volume de leitura de uma semana para a outra.

O ideal é entender as etapas e criar uma rotina de estudos – basicamente, ir se conhecendo cada vez mais. Abaixo, separamos algumas etapas como sugestão para você:

1. Crie o hábito da leitura

Ler não é algo natural para o corpo humano. Esse processo leva toda uma vida para ser aperfeiçoado, e quanto mais exercitamos essa competência, melhor ela se torna com o tempo.

Imagine que há condições cognitivas e musculares envolvidas.

É difícil ler muito quando não se tem o gosto por essa atividade, e isso acontece com o tempo. Encontre um livro com um tema que você considere agradável e tire um momento todos os dias para ler. Sem pressa, sem se pressionar.

Tente usar horas regulares para tirar seu momento de leitura e aproveite janelas de oportunidade durante o dia, como quando usa o transporte público.

Vá variando os temas e estruturas de livros, artigos, notícias para se acostumar com as características de cada um desses textos.

2. Treine sua leitura

Para ir rápido é necessário começar devagar. Essa é uma verdade para qualquer atividade que exige agilidade, como tocar piano ou praticar um esporte. É fundamental conhecer o método, a estrutura e especialmente sentir quais são os músculos e sistemas que são empregados na atividade, como eles são mobilizados e quais as diferentes possibilidades na hora de empregá-los.

Sua estrutura ocular é uma musculatura, e precisa ser compreendida e exercitada. O músculo ocular leva em média 0.25 segundos para focalizar e 0.1 segundo para começar sua rolagem. Quanto mais devagar fizer e aumentar progressivamente sua intensidade, maior o controle sob diferentes situações.

Apesar de não ser um músculo, o cérebro pode ficar “atrofiado”. Por isso estimulá-lo é muito importante, e a leitura talvez seja uma das práticas mais produtivas para isso. Aumente seu repertório diariamente, leia coisas que sejam intrigantes e exijam reflexão e pesquisa.

Use recursos no computador para selecionar um texto sabendo seu volume de palavras e conte o tempo médio de leitura. Então vá pegando diferentes textos com o mesmo volume e diminua progressivamente esse tempo de leitura sem, com isso, perder o nível de entendimento de seus tópicos.

3. Adote técnicas de leitura

A leitura dinâmica não é simplesmente sobre ler rápido, mas sobre sistematizar sua leitura. Isso é necessário para aumentar a velocidade sem perder em capacidade.

Nosso cérebro faz, naturalmente, uma varredura sobre qualquer texto antes de começar a leitura. 

As técnicas de scanning e skimming são fundamentais para a leitura:

O scanning se trata da varredura do texto, fazendo uma breve análise de sua estrutura e de palavras-chave gerais que ajudem a determinar o teor do texto, o que esperar dele, entendendo seu vocabulário, extensão e desenvolvimento.

Já o skimming se trata da esquematização e pormenorização da leitura, juntando o texto em blocos temáticos, fazendo uma leitura muito rápida e superficial para entender o teor de seus tópicos, as ideias gerais abordadas e todas as indicações gráficas do texto, como pontuação, negritos e itálicos.

4. Separe o conteúdo em blocos temáticos

Cada parágrafo costuma guardar uma ideia central, e erramos ao tentar ler muito de uma única vez, linha por linha, até sentirmos fadiga. O ideal é criar pequenos blocos temáticos de conteúdo, para programar suas pausas e saltos de leitura, geralmente por parágrafos, assim somos capazes de organizar e sistematizar o material criando pequenos conjuntos de ideias, teses sobre o que acabou de ser lido.

Ao invés de juntar palavra após palavra, dê ênfase às palavras-chave e aprenda a gastar o mínimo de tempo possível entre conectivos e e outras classes de palavra que não contenham pistas valiosas sobre o assunto.

Crie pequenas frases e termos que deem sentido a cada parte lida, durante ou após a leitura, assim seus fichamentos serão concisos e irão oferecer uma etapa extra de fixação do conteúdo.

5. Indague, especule e interprete

Realizar as técnicas de scanning e skimming vão te ajudar a saber o que esperar de sua leitura, quais os pontos centrais dela.

Antes de qualquer leitura, dê uma atenção aos resumos, índices, contracapas, pesquisas, revisões curtas e reviews dos materiais na internet antes de iniciar sua leitura, assim você já leva até o texto uma série de perguntas que fará ao conteúdo.

Durante a leitura, vá criando inferências e especulações sobre quais resoluções os blocos de informações visualizados vão oferecer. É natural criarmos vieses e antecipações do que estamos lendo, isso vai ajudar a criar mini desafios a seu próprio cérebro, que forçam sua cognição a acumular conjuntos de informações para confrontar os resultados.

Nenhum texto é algo fechado. Ao final de cada leitura, fazer uma interpretação é indispensável para fixar e dar progressão ao seu entendimento. O tempo ganho com o aumento da velocidade de leitura pode ser usado para interpretar sua perspectiva do texto.

Você pode confrontar suas teses com amigos e colegas de turma que estejam lendo o mesmo material que você. Saber explicar de forma simples um conteúdo é uma prova importante de que se entendeu algo. Então, na falta de colegas de leitura, tente explicar de forma breve o conteúdo lido para alguém próximo de si.

6. Entenda seu estilo de leitura

Com o tempo, você vai entender cada vez mais seus pontos fortes e pontos fracos na leitura dinâmica e criar pequenas metas e moldar seu estilo próprio. Esse tipo descobertas vêm com o tempo, por isso a persistência é tão importante.

Dicas extras para otimizar sua leitura dinâmica

Para aproveitar mais sua jornada, trazemos dicas extras para incorporar da sua forma aos treinamentos e leituras do dia a dia:

  • Treine o salto de leitura, aprendendo a ter uma visão mais ampla dos blocos de informação e criando saltos maiores entre blocos, isso diminui o tempo médio de rolagem ocular;
  • Use algo para auxiliar no foco de leitura, como a ponta do lápis ou da caneta para acompanhar o nível de leitura;
  • Busque ambientes silenciosos – em ambientes como o ônibus e afins, tente encontrar uma trilha sonora que ajude a aumentar a concentração, com os sons bineurais e em 432 Hz;
  • Escolha horários em que estiver disposto, e não antes de dormir. Utilize luzes brancas e azuladas para ajudar a se sentir desperto.

O treinamento da leitura dinâmica requer bastante disciplina, mas certamente esse foco vai se pagar na hora dos estudos e no trabalho. 

Aqui na Casa do Concurseiro você vai encontrar os melhores cursos para mandar bem nas suas provas. No blog, já sabe: vai encontrar editais, bancas e as melhores dicas para estudos, então fique à vontade que aqui você já é de casa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *