Matemática nas gôndolas de supermercados

Quando ouço dos alunos a célebre frase: “Matemática não serve pra nada”, fico triste pelo preconceito criado contra essa disciplina tão linda e mais triste ainda pelo aluno, que não percebe como a Matemática o rodeia.

Por exemplo, toda vez que vou ao mercado, faço inúmeras comparações entre produtos antes de comprá-los. Elas vão desde a preferência por alguma marca até a análise do preço.

E é na hora de comparar por preço que frequentemente preciso fazer uso da regra de três simples, pois, na maioria dos casos, o preço e o peso das embalagens difere.

Assim, posso ter noção de qual produto me oferece melhor custo benefício.

Mas, para a alegria dos que não são tão íntimos da Matemática, os supermercados dispõem, na parte inferior das etiquetas de preços, o cálculo pronto do preço por quilograma ou por unidade.

Um alívio para aqueles que insistem em resistir ao charme da disciplina que, mesmo indiretamente, está em tudo que nos cerca.

artigo-casa-do-concurseiro

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários