O que é prova discursiva e quais suas características

Quem é concurseiro sabe que a Casa sempre traz conteúdos importantes para estudantes, e o tema sobre o que é prova discursiva não poderia ficar de fora. Ela é uma incógnita para candidatos de primeira viagem, mas esse conhecimento pode fazer toda a diferença na nota final – e garantir ou não sua aprovação.

Existe mais de um tipo de prova discursiva, você sabia? Falaremos sobre eles, seus critérios, sua importância e outros detalhes. Continue lendo e descubra mais sobre esse assunto! Confira também nosso post “Saiba o que é raciocínio lógico e matemático e como desenvolvê-lo” para também deixar aguçadas suas habilidades para outros tipos de questões!

O que é uma prova discursiva?

Essa é a forma de chamar as questões – às vezes apenas uma questão – em que o candidato precisa escrever sua resposta por extenso. Ou seja, ao contrário da maioria das perguntas, não existem opções para assinalar. Nessas provas é necessário mostrar poder de argumentação ao discorrer, sobre um tema específico da área que está se candidatando ou conhecimentos gerais.

Quais tipos existem?

Alguns editais cobram a prova discursiva separadamente da objetiva, como uma segunda fase feita para filtrar ainda mais os candidatos. É preciso tomar cuidado, pois existe mais que um tipo dessas questões. Veja quais são!

A questão discursiva é provavelmente o tipo mais conhecido desse tipo de prova. No entanto, o que muitos não sabem, é que esse segmento pode se dividir em outros três, sendo eles:

  • questões abertas: demonstra poder de argumentação técnica-científica de forma concisa;
  • peça pratico-profissional: produção de algum documento que fará parte da rotina de trabalho da vaga para qual se candidatou;
  • estudo de caso: testar qual seria a abordagem e solução que o candidato encontraria diante de uma situação que pode acontecer durante o trabalho daquele profissional.

Podemos citar, como segunda categoria, a redação. Esse estilo é o desenvolvimento de um texto argumentativo sobre um determinado tema, orientado pela prova e uma das formas de questão discursiva. Normalmente, ela é apresentada com uma pergunta norteadora e materiais de apoio sobre o tema. A partir disso, cabe ao aluno escrever conforme as instruções.

A Casa tem um post sobre como se sair bem na redação de concursos, confira o conteúdo para se sair bem na próxima que prestar!

Afinal, quais provas têm questões discursivas?

A maioria dos vestibulares e concursos tem a prova discursiva como uma de suas etapas. Essa tendência cresceu porque elas não oferecem chances para chutes no gabarito, evitando que alguém fique nas primeiras colocações por pura sorte. Os editais explicam detalhadamente sobre que tipo de questões você irá encontrar, mas existem algumas práticas que já são de conhecimento público.

Podemos citar, por exemplo, que concursos para Delegado de Polícia e Procurador do Estado cobram questões do tipo peça pratico-profissional. Obviamente, o tema de cada uma delas varia conforme a área de atuação, mas elas possuem esse fator em comum.

Também podemos te contar que o mais comum é que redações sejam aplicadas apenas em concursos de nível técnico ou médio. Os que possuem exigências para cursos superiores, costumam abordar os temas mais aprofundados em questões discursivas, seja qual for o tipo.

Provas discursivas: o que elas cobram?

Apenas o edital pode detalhar o que cada banca selecionou para a prova, afinal, esse estilo de pergunta envolve conhecimentos gerais e técnicos que tangem a área de atuação da vaga. No entanto, existem exigências básicas entre todas as questões discursivas. Saiba quais:

  • coesão e coerência;
  • resposta com letra que seja possível compreender;
  • clareza na apresentação das ideias;
  • objetividade;
  • respeito ao limite de linhas, caso o enunciado apresente um;
  • capacidade argumentativa;
  • bagagem de conhecimentos gramaticais.

Esses são apenas alguns dos critérios, por isso, aprenda a ler um edital de concurso corretamente com a Casa e não tenha dúvidas nas próximas vezes que buscar quais as exigências para as questões da sua prova!

Entenda a importância das provas discursivas para sua nota

Ir bem durante todas as etapas de um concurso é o sonho de qualquer pessoa que está se preparando para conquistar um cargo público. Porém, na realidade, as coisas nem sempre funcionam assim. Entender a importância das provas discursivas pode alterar seu cronograma de estudo e também o resultado que irá alcançar.

Falamos isso porque a maioria dos candidatos foca tanto nas questões objetivas, na legislação ou nos conhecimentos gerais, que acabam deixando as perguntas abertas de lado. Esse comportamento da concorrência abre brecha para que você se destaque: a parte discursiva pode acabar se tornando seu trunfo.

Também não podemos deixar de levar em consideração que a maioria dos editais coloca as questões escritas com um peso maior. Dessa forma, o normal é que elas representem de 20% a 50% da nota final. Ou seja, essa pode ser a forma de alcançar o topo da lista de colocação.

Investir tempo de estudo para aprender a responder da forma mais adequada as perguntas abertas, não é perda de tempo. Mesmo que não saiba exatamente o que será cobrado, treinar como expõe suas ideias e a estrutura textual é essencial. Não adianta nada ter um grande conhecimento técnico e não saber expressá-lo para o corretor – você precisa saber argumentar e explicar cada ponto.

Já que agora você conhece o que é prova discursiva, inclua esse modelo em seu plano de estudos. Se não sabe por onde começar, veja nosso post sobre dicas e técnicas para se sair bem em concursos. Acompanhe nosso blog para sempre ter acesso a conteúdos que vão te ajudar a conquistar a vaga dos sonhos. A Casa oferece o melhor para concurseiros de todos os setores!

1 Comentário
Comentários em linha
Ver todos os comentários

eu gostaria muito de obter essas informações