O que precisa para ser delegado? Veja os requisitos!

Você sabe o que precisa para ser delegado? Essa profissão é uma das mais cobiçadas por candidatos e candidatas de concursos de carreira jurídica, e quem deseja alcançar uma aprovação precisa saber de cor os requisitos para preencher as vagas disponíveis.

Antes de tudo, é importante decidir qual carreira de delegado é de seu interesse, uma vez que é possível seguir na carreira de Delegado Civil ou Federal. E como ambas opções possuem obrigações diferentes no dia a dia, o Blog da Casa preparou um conteúdo completo para te explicar as diferenças entre os cargos e apresentar quais são os requisitos para se tornar delegado e dar algumas dicas para se preparar para os concursos.

Vamos lá?

O que precisa para ser delegado?

A Constituição Brasileira define como requisitos para se tornar delegado, antes de tudo, a graduação em Direito. Com o diploma na mão, é hora de se preparar e estudar para os concursos públicos destinados para o cargo, que acontecem em todo o país.

Mesmo que cada banca que emite os editais das provas tenha liberdade para colocar os requisitos que desejar, existem as exigências comuns para prestar o concurso público e que valem tanto para ser delegado civil e federal:

  • possuir a nacionalidade brasileira ou portuguesa (neste segundo caso é necessário ter o amparo do Estatuto de Igualdade entre portugueses e brasileiros, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos);
  • ter curso superior de Direito completo;
  • estar em dia com as obrigações eleitorais;
  • estar com o CPF regular;
  • ter carteira de habilitação categoria B, no mínimo;
  • ter idade mínima de 18 anos (há casos onde os editais exigem 21 anos e, em outros, a idade máxima é 45 anos);
  • estar em dia com as obrigações militares (quando for um candidato do sexo masculino);
  • ter aptidão física e mental;
  • não ter antecedentes criminais;
  • ter conduta irrepreensível, tanto na vida privada quanto na pública.

É importante ressaltar que no caso do cargo para delegado federal, além dos requisitos acima, é necessário ter 3 anos comprovados de atividade policial ou jurídica para poder assumir o cargo.

Ao prestar o concurso público você deve se preparar tanto para as provas discursivas e objetivas, com questões da área de Direito, criminologia, informática e língua portuguesa. Depois da aprovação nesta fase, você passará por exames médicos, teste de aptidão física e também por uma avaliação psicológica. Por fim, será realizada uma prova oral.

Além das habilidades técnicas e teóricas, para se tornar um bom delegado é importante ter algumas características que vão ajudar a lidar com o crime, como controle emocional, honestidade, proatividade, liderança e ética; e, claro, ter preparo para lidar com situações de alta pressão.

Precisa ter OAB para ser delegado?

Essa é uma dúvida bastante comum entre quem quer seguir a carreira de delegado e a resposta é não, não é necessário ter carteira da OAB para ser delegado de polícia. Essa exigência não existe justamente porque nas suas atribuições após assumir o cargo não haverá nenhuma atividade advocatícia.

Se você pretende fazer os concursos para delegado é importante saber o que faz um delegado, para entender se você se identifica com as atividades que este profissional faz no dia a dia e é isso que te explicaremos a seguir.

Leia também: O que acontece depois da aprovação na Polícia Civil?

Quais as funções de um delegado?

O delegado é o chefe da Polícia Investigativa e entre as suas principais atividades estão a atribuição em comandar as investigações e desvendar crimes, para que os infratores possam ser punidos de acordo com a lei. Além disso, é função do delegado:

  • administrar o trabalho nas delegacias;
  • administrar o trabalho dos policiais;
  • conceder ou não a liberdade provisória com fiança;
  • prender bens e indivíduos;
  • ter acesso a dados sigilosos;
  • administrar os recursos públicos que estão disponíveis.

Além de entender as atribuições do cargo de que estamos falando neste post, se você tem interesse em seguir essa carreira, deverá escolher entre delegado civil ou delegado federal. Você sabe quais são as diferenças entre os cargos? A gente explica!

Qual a diferença entre delegado civil e delegado federal?

A primeira diferença entre essas carreiras é que o delegado federal está entre os servidores públicos de nível nacional e o delegado civil é servidor público estadual. Essa distinção também determina qual a instituição que fica a cargo de aplicar o concurso para essas vagas.

A segunda grande diferença entre delegado civil e federal é o tipo de delito que cada um investiga:

  • os servidores de nível nacional ficam responsáveis por investigar crimes políticos e federais que tenham repercussão interestadual ou internacional, tráfico de pessoas ou de drogas e fraudes à Previdência social;
  • o delegado civil tem como responsabilidade investigar outros crimes, exceto os de militares. São alguns exemplos de crimes: furto, latrocínio, estupro e homicídio.

Aí basta que você avalie qual dessas especialidades mais te atrai e decida em qual concurso irá se inscrever.

Quanto ganha para ser delegado?

Um dos grandes atrativos para a carreira de delegado são os altos salários e a estabilidade que os cargos proporcionam, não é mesmo? Ainda que cada edital traga um novo valor para o cargo, é possível ver uma média entre as remunerações oferecidas.

O salário de um delegado civil pode variar bastante de estado para estado, mas, de um modo geral, o salário médio ao redor do país costuma estar na faixa de R$ 9.000,00 a R$ 14.000,00. Já para quem deseja seguir a carreira de delegado federal pode esperar salários médios de R$ 22.000,00 para quem é iniciante e, em cargos mais altos, o valor pode chegar a R$ 30.000,00 ou um pouco mais.

Você pode se interessar: o que faz um agente federal? Saiba mais sobre essa profissão cobiçada.

Como me preparar para ser um delegado?

Para se preparar para ser um delegado, você pode começar fazendo a análise do edital do concurso do Estado em que você mora ou deseja morar, para, depois, traçar um plano estratégico para os estudos.

Uma boa dica é começar por matérias que atendem o eixo comum às provas de outros estados como Direito e Legislação Penal Extravagante, Direito Penal, Direito Administrativo, Processo Penal e Direito Constitucional.

Depois, pode partir para matérias que também costumam cair nas provas, como:

  • criminologia;
  • direitos humanos;
  • português;
  • medicina legal;
  • noções de informática;
  • matérias cobradas no último edital.

Não se esqueça de contar com o apoio de cursos preparatórios para concurso, como os oferecidos pela Casa do Concurseiro, que te permitem estudar com materiais de qualidade e aulas oferecidas por professores com experiência.

Vale a pena também se preparar para os testes de aptidão física, com um profissional para te ajudar a melhorar seus resultados. Não deixe também de ver nosso artigo com dicas e técnicas para começar a estudar para concurso.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre o que precisa para ser delegado? Continue acompanhando o Blog da Casa, para ter mais dicas para obter sucesso nos concursos.

Até a próxima!

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários